Barquinhos de abobrinha

24/11/16



Receita sem receita, que fiz para aproveitar a sobra de um picadinho de carne e linguiça, mas que ficou tão boa que virou habitué aqui em casa. Muito fácil de fazer. Primeiro, cortei a abobrinha ao meio de comprido e com uma colher tirei as sementes. Coloquei os barquinhos em um refratário untado. Liguei o forno comum para pré-aquecer. Para apressar, levei o refratário com as abobrinhas ao microondas para cozinhar levemente as abobrinhas por 4 minutos. Recheei as cavidades com o picadinho pronto. No meu tinha linguica picadinha e carne, mas poderia ser carne moída, frango desfiado, ou lentilhas para uma versão vegetariana. Por cima, coloquei queijo muzzarela, metades de azeitonas e folhinhas de coentro. Reguei tudo com azeite e levei ao forno por quinze minutos até o recheio borbulhar e o queijo derreter. Joguei por cima mais umas folhinhas de coentro e rodelinhas de pimenta e foi só partir para o abraço...

Receita de sardinhas fritas com molho tártaro e um truque

07/11/16



De uma sardinha fresquinha
Diga-me lá quem não gosta
Salpicadinha, viva da costa
Assim vivinha,
Chegadinha de Cascais
Prateadinha
De comer, chorar por mais
(Amalia Rodrigues e Antonio Pinho, O carpau e a sardinha)





As sardinhas frescas são deliciosas, e fritas desta forma ficam crocantes e bem sequinhas. Com uma cervejinha gelada, não tem melhor!
Na receita segue um truquinho para empanar que facilita a vida da cozinheira e fica perfeito.Nada de pratos e mãos melequentos a lavar ...

Ingredientes 
1\2 quilo de sardinhas limpas 
2 colheres de farinha de milho (ou de trigo)
suco de limão, sal, pimenta, óleo para fritar
1\3 xícara de maionese
2 picles de pepinos 
5 azeitonas verdes
1 colherinha de café de mostarda
1 colherinha de café de catchup 
fatias de limão

Modo de fazer
Colocar num saco plástico sal, pimenta e um pouquinho de suco de limão. Juntar as sardinhas para temperar e se possível, deixar marinar no tempero por uma hora.  
A seguir empanar. O modo mais fácil de fazer isso é colocar dentro do mesmo saco plástico a farinha, fechar o saco, sem apertar, deixando bastante espaço. Sacudir para empanar os peixinhos. Esse método facilita enfarinhar, fica mais leve pois adere só a quantidade de farinha necessária, e no final ficam cobertas por igual. E o melhor: não faz sujeira!
Em uma panelinha funda, aquecer o óleo e fritar as sardinhas. Escorrer em papel toalha. 
Para o molho, picar os picles e as azeitonas, misturar aos demais ingredientes.  

Cuca maluca de ameixas e mirtilos e o desejo de voltar o tempo

01/11/16


Depois do dia vem noite,
Depois da noite vem dia
E depois de ter saudades
Vêm as saudades que havia.
(Fernando Pessoa, Depois do dia vem noite)


Chamo esta cuca de 'maluca' porque pode ser feita de acordo com a vontade, com a fruta que estiver disponível. Alem disso, a farofinha da cobertura (o 'crumble') pode ser perfumada com canela, como eu fiz desta vez, mas vale também inventar juntando raspas de limão, baunilha, fava tonka, cardamomo...
Como se não bastasse, é daquelas receitas que nunca falha, é rápida e muito fácil de fazer: nada de sujar liquidificador, batedeira, nem bater claras em neve... Simples assim. E simplesmente delícia. 
O truquinho de separar a farofa no inicio da preparação da cuca aprendi com a querida avó Dolmira, que fazia doces como ninguém. Que saudades da doce Avó que com carinho cuidadosamente 'areava' o lindo fogão de lenha todos os dias e que sempre tinha algum mimo para os netos. Às vezes queria que o tempo voltasse...

Ingredientes
3 xícaras de farinha 
1 xícara e meia de açúcar
150 g de manteiga 
1 pitada de sal
2 ovos 
1 copo de iogurte natural ou de leite 
1 colher de fermento em pó (para bolo)
4 ameixas cortadas em fatias e 1 punhado de mirtilos (ou outras frutas de sua preferencia, fica ótima com uvas, pessegos, figos, bananas...) 
1 colher de chá de canela
Opcionais: baunilha, raspa de limão raspas de laranja, noz moscada ralada, canela, cardamomo

Modo de fazer
Unte e enfarinhe uma forma. Ligue o forno para pre aquecer. Em uma tigela, misture os 3 primeiros ingredientes, mexendo ate obter uma farofa úmida. Se quiser perfume a massa com alguma das especiarias sugeridas. Eu gosto de, como a minha avó, acrescentar 1 pitada de noz moscada. Separe um pouco mais de 1 terço desta mistura para a cobertura da cuca, juntando a canela. Ao restante da massa da tigela, adicione os ovos, o fermento e o iogurte, mexendo. 
Despeje a massa na forma preparada, por cima distribua as frutas e por ultimo a cobertura reservada. .
Leve ao forno por cerca de 30 minutos,  

Paella para um na frigideira

28/10/16




"Vento me sopra do Douro notícias de paz,
Que anunciam que o tempo prepara algo mais ...."


Paella para mim é um prato para se fazer para muitas pessoas, bem convivial mesmo. Mas... o que fazer se estando sozinha bate aquela vontade de comer uma paella, e não tem como pedir a sua ao maravilhoso Tio Pepe? 
Aproveitando que tinha uma sobra de coelho e também frango no congelador, restou-me ir para a cozinha e preparar uma mini paella, feita muito rapidamente na frigideira, uma versão simplificada da receita original de paella valenciana, que leva apenas 10 ingredientes.
Para me encorajar nesse destemperado projeto, cozinhei ao som da voz e do violão do Iury Matias. O embalo gostoso dessa musica do vídeo aí em cima, Cenário do Porto, é viciante, não tem tempo ruim!  E me deu a maior sorte, pois a paella ficou deliciosa!

Ingredientes 
2 colheres de sopa de azeite de oliva 
1 coxa de coelho
1 sobrecoxa de frango 
1 tomate pequeno maduro, sem casca, ralado
1 bom punhado de vagem, feijao verde ou ervilha torta
1 miniraminho de alecrim
1 pitada de paprica-pimenton de la vera
1 pitada de açafrão 
2 terços de xícara de arroz de grão curto
sal
quartos de limão siciliano para guarnecer

Modo de fazer
Cortar o frango e o coelho em 3 a 4 pedaços. Limpar as vagens.
Colocar azeite na frigideira e levar ao fogo baixo. Juntar o frango e dourar de todos os lados, sem pressa. Retirar os pedaços de frango da frigideira e colocar os pedaços de coelho, também deixando até dourar dos dois lados. Retirar o coelho e adicionar as vagens à frigideira, refogando sem deixar dourar. Retirar as vagens da frigideira e adicionar o tomate, deixando refogar ate que pare de soltar água. Juntar uma pitada de pimenton de la vera, mexer para não queimar, devolver o frango, o coelho e a vagem à frigideira, adicionar água até bem acima da metade da altura da frigideira, aumentar a chama do fogão e deixar ferver. Quando ferver, adicionar o açafrão e o alecrim. Deixar cozinhar por dez minutos, retirar o alecrim. Reduzir o fogo e cozinhar por mais quinze  minutos. Observar o nível da água, caso reduza baixo da metade, adicionar mais água. Adicionar o sal, depois o arroz, e ajeitar na panela os demais ingredientes de forma espalhada. Não mexer mais. Deixar cozinhar em fogo forte por 4 a 5 minutos, depois baixar o fogo e deixar cozinhar a fogo lento por mais ou menos 15 a 20 minutos, cuidando o ponto do arroz. Se quiser que se forme a crosta tostada por baixo (socarrat), aumente o fogo no final da cocção. Sirva com o limão siciliano cortado em quartos.

Peito de pato com molho de vinho do porto e frutas vermelhas

26/10/16

Por mais raro que seja, 
Ou mais antigo, 
Só um vinho é deveras excelente: 
Aquele que tu bebes calmamente 
Com o teu mais velho 
E silencioso amigo.
(Mario Quintana)


Os achados de sábado no mercado incluíram um lindo peito de pato, que eu nunca tinha preparado antes mas que com certeza vou repetir. Foi fácil e rápido de fazer, casou muito bem com o molho de vinho e framboesas. O único cuidado é não deixar a carne passar do ponto, que é rosadinho no interior. 
Acompanhei com um purê rustico e com brocolini, que salteei na gordura do pato que restou na frigideira. A foto, muito ruim, não fez jus ao prato, que ficou de chorar por mais ...

Ingredientes para duas pessoas
1 peito de pato 
1 copo de vinho do porto
1 copo de vinho tinto
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
1 colher de chá de mel
1 punhado de frutas vermelhas (usei framboesas)
1 colher de sopa de manteiga
sal, pimenta, azeite 

Modo de fazer
Ligar o forno para pre aquecer a 180 graus. Tempere a carne com sal e pimenta. Com uma faca afiada, faça cortes em losango na gordura do pato, sem chegar até a carne. Aqueça uma frigideira e coloque o pato, com a gordura para baixo. Nao precisa adicionar gordura. Deixe fritar por cerca de seis minutos. Vire e deixe por cinco minutos do outro lado.  
Enquanto isso, em uma panelinha, coloque os vinhos, o balsamico e o mel e deixe ferver. 
Uma vez dourado o pato, coloque em uma forma, cubra com papel aluminio e leve ao forno enquanto finaliza o molho (cuide para não deixar passar do ponto, deve ficar rosada no interior).  
Deixe o molho ferver até reduzir e engrossar levemente. Retire a carne do forno, junte ao molho quaisquer sucos que escorreram da carne e também as framboesas, prove, se preciso adicione sal e pimenta. Por ultimo junte a manteiga, mexendo.  Corte a carne em fatias e sirva com o molho.  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...