segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Ai! Que preguiça!


Macunaíma passou mais de seis anos sem falar. Quando o incitavam, exclamava:— Ai! que preguiça!... (Mário de Andrade, em Macunaíma, herói sem nenhum caráter).

Férias é tudo de bom, é maravilhoso cultivar o ócio criativo à la Macunaima, l'art de rien faire, il dolce far niente...  
Também é muito bom fazer o que se gosta! Assim, sempre que tiro férias, tento reservar um tempinho para ao menos um curso de cozinha. Nestas férias fiz dois, e nem sei dizer de qual gostei mais. 
Conto aqui do primeiro, um curso de um dia cuja proposta era ensinar o preparo de uma refeição completa, da entrada à sobremesa. Eu já tinha feito um curso lá é a escola é muito organizada, tudo perfeito.  
O curso começou por uma demonstração pelo professor-chef, tudo bem explicado, os segredinhos, os detalhes da preparação de cada prato. Há uma preocupação de fazer o melhor, valorizar cada um dos ingredientes usados nos pratos. 
Na segunda etapa, os alunos vão para a cozinha para 'colocar a mão na massa', com acompanhamento do professor e de seus assistentes, tudo muito leve e descontraído. Me diverti muito, sujei muitas panelas (eita, preparo complicado desse prato principal), errei um detalhe do preparo e o professor me ajudou a fazer de novo, com muito bom-humor. 
Ao final, degustamos as preparações e ainda levamos para casa o que preparamos. Era tanta comida, que compartilhei com o pessoal do hotel. Elogiaram tanto que fiquei 'me achando'. 

O primeiro prato foram mariscos ao curry: 


Como prato principal, blanquette de agneau: 
 

Para sobremesa, uma espetacular torta de maçã com cobertura crocante de nozes e pistaches: 


Os pratos ficaram lindos e deliciosos! 

2 comentários:

  1. TÁ E QUANDO VAI ROLAR AQUI EM CASA HEIN? :}}

    ResponderExcluir
  2. Tu tens rasão, Cacá, até agora foi tudo 'pra francês ver' kkk

    ResponderExcluir

arquivo

blogroll