sábado, 15 de janeiro de 2011

Alasca no improviso: pé gelado e cabeça quente

Tarde no Recife.

Da ponte Maurício o céu e a cidade.
Fachada verde da Café Maxime,
cais do abacaxi,
gameleiras.
(Joaquim Cardozo, Tarde no Recife)

Minha amiga V veio visitar e trouxe um sorvete de abacaxi caseiro (ficou me devendo a receita... ) e o seu novo gadget - um maçarico culinário para carregar. Resolvemos servir o sorvete como sobremesa, com cobertura quentinha de suspiro tostado. Por praticidade, em vez de levar ao forno, improvisamos e tostamos a cobertura com o maçarico. 
Primeiro, distribuímos o sorvete em seis potinhos individuais, sem encher completamente. Numa tigela, batemos duas claras em neve, juntamos duas colheres de açúcar, aos poucos, em chuva, sempre batendo. Espalhamos as claras sobre o sorvete nos potinhos. Polvilhamos de açúcar e, com o maçarico, tostamos a superfície do suspiro - se não tiver maçarico, vale aquecer o forno bem quente, e colocar por dois ou três minutos, só para dourar a cobertura (mas não deixe o sorvete derreter!).
Servimos imediatamente, com um molhinho de geléia de amoras só para dar um charminho. A cada colherada, o sorvete geladíssimo e a cobertura quentinha contrastavam maravilhosamente. Delícia vapt-vupt!



3 comentários:

  1. Che bello il tuo blog, e che bella ricetta!!

    ResponderExcluir
  2. hummm, k delicia.rsrr, beijos com muita saudade.

    ResponderExcluir
  3. Grazie, Julia. Eu tambem estou com saudades, querida M.

    ResponderExcluir

arquivo

blogroll