sábado, 29 de maio de 2010

Procura ser feliz ainda hoje

Para o tão esperado encontro com os amigos, um cardápio com inspiração oriental: frango com grão de bico ao curry vermelho tailandês.

Fiz cortando 1 quilo e meio de frango em cubos, temperando depois com uma mistura de cebola, sal e limão. Deixei descansar, de véspera. Coloquei 250 gramas de grão de bico de molho em água. No dia seguinte, cozinhei em panela tampada por uma hora, até ficar cozido mas ainda al dente. Para finalizar a preparação, refoguei no azeite de oliva uma cebola grande picadinha, dois dentes de alho, juntei o frango e a seguir duas colheres da pasta de curry vermelho tailandes. Depois de tudo bem refogado, juntei o grão de bico, adicionei 2 garrafas pequenas de leite de coco e uma xicara de água e deixei cozinhando em fogo baixo por trinta minutos. Servi na tigela, com arroz jasmim.

Fiz de véspera o outro prato, um ensopado, o tagine de cordeiro. Cortei 1 quilo e meio de pernil de cordeiro em cubos grandes. Fiz uma mistura de temperos, 1 colher de chá de cada: gengibre em pó, cominho em pó, coentro em pó, páprica picante, pimenta branca. Juntei também uma colher de sopa de canela em pó, uma de cúrcuma e outra de páprica doce. Misturei bem. Usei metade da mistura para temperar a carne já cortada, deixando descansar por uma hora. Depois levei à panela duas colheres de azeite de oliva, refoguei a carne aos poucos, para dourar. Deixei reservada num recipiente à parte. Após, na mesma panela, juntei mais duas colheres de azeite, refoguei duas cebolas picadas, juntei a metade restante da mistura de temperos e refoguei mais um pouco. Devolvi a carne à panela, juntei também o osso do pernil para enriquecer o ensopado. Em separado, aqueci um litro de caldo de galinha com uma pitada de pistilos de açafrão, adicionei à panela do refogado, juntamente com uma colher de sopa de mel. Tampei a panela Deixei cozinhar em fogo baixo por tres horas. Desliguei a panela. No dia seguinte, na hora de servir, retirei a gordura da superfície e voltei o ensopado ao fogo, juntando uma xícara de lentilhas vermelhas. Cozinhei por mais meia hora, servindo a seguir, acompanhado de cuscuz marroquino.




Depois que todos foram embora, acomodada na poltrona favorita e bebericando o espumante que ficou na garrafa, pensei nos versos do Rubayat:
"Busca a felicidade hoje, não sabes o que acontecerá amanhã.
Toma um copo cheio de vinho, senta-te ao luar e pensa:
Talvez amanhã a lua me procure em vão."

2 comentários:

  1. Que delícia de lembrar!
    O jantar estava muito especial, também não poderia ser diferente, pois preparado por alguém que realmente sabe o que está fazendo e o faz com coração.
    Um Beijo

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Ercilia, é bondade sua!

    ResponderExcluir

arquivo

blogroll