quarta-feira, 11 de maio de 2011

Risoto fingido


A sabedoria culinária consiste em dar ao produto natural um novo registro, com sutileza e inteligência, pois o importante não é a natureza em si, mas o que se faz com ela.
(Ariovaldo Franco)





Chamo de 'fingido' pois este prato não é propriamente um risoto, não usa arroz italiano, nem é preparado da forma tradicional do risoto.
Tenho um livro, A mágica da cozinha, de Renato Freire, do qual 'roubei' a citação que abre este post. No livro, o autor, de forma muito  bem-humorada, se propõe a dar receitas de pratos requintados usando ingredientes baratos e fáceis de encontrar.
Este 'risoto' vai nesta linha. Fingido ou  não, é um prato muito gostoso e fácil de preparar, além do que é ótimo para aproveitar sobras de frango e de arroz.
Para quatro pessoas, cozinhei dois peitos de frango em uma panela com um litro e meio de água, levemente salgada. Retirei o frango da panela, reservando a água, e deixei esfriar.
Desfiei o frango e fiz um refogado com duas cebolas e quatro tomates. Cozinhei duas xícaras de arroz branco comum usando a água em que o frango  foi cozido, depois montei na travessa, em camadas, arroz cozido e o refogado de frango desfiado.
Polvilhei com queijo ralado e levei ao forno para gratinar. Servi quentinho, polvilhado com mais queijo e salsinha picada.  

2 comentários:

  1. cade a dona deste blog? mais receitins please

    ResponderExcluir
  2. Voltei, voltei! Faço a mesma pergunta: e o Gourmet Selvagem, aposentou-se?

    ResponderExcluir

arquivo

blogroll